27 ANOS DE SUCESSO, O ROTEIRO DA CIDADE!

Colunistas

Coluna: Via Expressa Sports

20/10/2018
Viagem, Caminhada e Trekking: qual o calçado certo?

Viajar virou sinônimo de “mochilão” (backpacking) para muitas pessoas, pois possibilita liberdade de escolha, sem “now show”, translados sem quebra de mala ou extravio, com uso de hostels e facilidade de locomoção. O hiking (caminhar) tem sido uma das melhores formas de contemplar paisagens, refletir, conhecer caminhos históricos e integrar pessoas, por isso o número de hikers tem aumentado, bem como a busca por caminhos mais longos e diferentes como Santiago de Compostela, Caminho da Fé e Terra do Sol. Já os que buscam a vibe outdoor, com montanhas, rios, neve e camping, encontram no trekking diversas opções de lugares pitorescos aqui mesmo no oeste do Paraná, além de destinos mais audaciosos como Pico do Paraná, Everest, Salkantay (Machu Picchu), Nepal e Patagônia.
Essas atividades necessitam de roupas, acessórios e equipamentos. Além disso, um par de botas e a meias corretas fazem muita diferença para os viajantes, peregrinos e aventureiros.
Para facilitar: nada de algodão no vestuário. Para as meias o ideal é a fibra de Coolmax no verão e Merino no inverno. Fique atento e não erre na gramatura das meias.
Existem botas com diversas propostas, do casual ao técnico. A Via Expressa Sports já testou diversas marcas e modelos, inclusive com auxílio de grupos de Trekking, como o Cascavel Trekkers, por isso podemos afirmar: a bota errada interrompe seu objetivo. E por que bota? Em qualquer caminhada citada neste texto a estabilidade,
segurança e conforto são primordiais para que seus pés suportem 5 a 30 quilômetros por dia em média, terrenos irregulares e intempéries climáticos. Tecnicamente existem botas com gripe alto, médio e baixo, solado para caminhadas rápidas ou para trekking, cabedais de um a três estágios na região do tornozelo e palmilhas com níveis ortopédicos diferentes. Mas, uma característica é determinante na qualidade e durabilidade de uma bota: a membrana de impermeabilidade, sendo que a Gore-Tex® (GTX) é a nossa escolha!
A impermeabilidade permite a respiração dos pés, protege do vento e ao mesmo tempo impede a entrada de água, sendo flexível e confortável.
Impermeabilidade não é um spray que aplica num tecido, não significa ser de couro ou poliamida, uma camada plástica, dentre outras invenções comerciais e não eficazes. Precisa ser algo que respire, proteja do vento e ao mesmo tempo impeça a entrada de água, flexível e confortável, que não enrugue ao deixar no sol, que mantenha seus pés secos com a ajuda das meias, mesmo durante a transpiração.
Fala-se muito de WP (waterproof - à prova d’água), mas é importante saber que os melhores produtos suportam a persistência da água ou neve por horas. Já imaginou uma membrana por exemplo que suporte 40 PSI (lembra da calibragem dos pneus do seu carro?), transpirabilidade de 3 litros, tipo 25.000g de vapor d’água/m²/24 horas? O mesmo ocorre nas roupas. Não basta ser resistente à água, mas qual é a coluna d’água suportada? 3k, 10k, 15k. Portanto, não compre moda, compre solução: Salomon®, The North Face®, La Sportiva® e Hi-Tec®. Procure uma loja especializada, que tenha conhecimento para indicar a bota, vestuário e acessórios corretos para sua viagem, caminhada e trekking.
Leia também:
Leia também:
Leia também:
Rua Pernambuco, 2450 - Coqueiral - CEP 85807-050 - CASCAVEL/PR - Fone: (45) 3224-7212 / 3038-7216 / 99972-4744 / 99931-8072
COPYRIGHT TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.