27 ANOS DE SUCESSO, O ROTEIRO DA CIDADE!

Colunistas

Coluna: Fitness

05/06/2020
O papel da alimentação no esporte

O papel da alimentação no esporte e sua capacidade de melhorar o desempenho e a adaptação ao treinamento, para todos aqueles que buscam maior qualidade de vida e se dedicam ao esporte.

A primeira referência mitológica do papel ergogênico do alimento no esporte – ou seja, da capacidade de melhorar o desempenho e a adaptação ao treinamento - data de 450 a.C. na Grécia, com Dromeus, que creditava ao consumo de carne a melhora da sua força muscular.
Em 350 a.C., Milo, o campeão olímpico de sete olimpíadas, dizia consumir diariamente 9kg de carne, 9kg de pão e 10 litros de água.

Na busca pela excelência atlética, o esportista contemporâneo, assim como aquele da Grécia Antiga, tem reconhecido que a alimentação e a nutrição são requisitos básicos para se alcançar o pleno potencial de crescimento e desenvolvimento humano com qualidade de vida.

É consenso no meio esportivo que as necessidades de proteína e energia de praticantes de treinamento com pesos, principalmente para o ganho de massa muscular, são maiores que as de pessoas sedentárias. A combinação de carboidratos e proteínas, antes e após a sessão de exercício, promove a liberação de hormônio, tanto anabólicos (construtores) como de crescimento (GH), promovendo a redução do catabolismo (quebra da musculatura) e o aumento da síntese protéica muscular.

É muito importante uma alimentação adequada e completa, fornecendo todos os nutrientes necessários ao organismo para que ele realize suas funções de crescimento, reparo e manutenção dos tecidos, e além disso, produza energia.
Leia também:
Leia também:
Leia também:
Rua Pernambuco, 2450 - Coqueiral - CEP 85807-050 - CASCAVEL/PR - Fone: (45) 3224-7212 / 3038-7216 / 99972-4744 / 99931-8072
COPYRIGHT TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.